O que é rodada de investimento para startups?

A vontade de inovar é base do nascimento de startups. Mas desejo e ideias não vão garantir sua entrada no mercado. Por isso, é preciso conhecer as particularidades de cada cenário de rodada de investimento pelo qual sua startup passará.

Uma das formas mais dinâmicas para atrair capital, a rodada de investimento não se desenvolve de forma igual para todas as startups. As diferenças de estágios de desenvolvimento entre as iniciativas também se refletem nos tipos de investidores que seu negócio irá aproximar.

Diferentes fases de startups, diferentes tipos de investidores

Pré seed

A fase pré seed é a inicial, mas pode atrair investidores de qualidade. A popularização das startups viu surgir muitos empreendimentos e empreendedores jovens, de forma que os investidores dessa fase ficaram mais criteriosos para escolher onde aplicarão dinheiro.

Nesta etapa, os perfis mais abertos a investir em sua startup são família e investidores-anjo. Geralmente, a essa altura, a startup não terá um MVP e contará apenas com a força de trabalho dos sócios e os investidores provavelmente vão se limitar a dedicar valores entre $200 e $500 mil a sua startup.

O hub da ISSO! pode auxiliar a impulsionar a relevância das suas ideias neste estágio. Como dissemos, é comum que as startups não tenham um MVP, mas as iniciativas tuteladas pela ISSO! contam com o direcionamento do hub para validarem seu produto com empresas já consolidadas e, melhor ainda, que tenham real interesse na tecnologia desenvolvida.

Seed

Nesta fase, na qual se espera que a startup já tenha validado seu produto, os componentes da rodada de investimento envolvem também os investidores-anjo. Mas além deles, empresas de Venture Capital também costumam ficar atentas às startups no estágio seed.

Apesar do avanço nos estágios das startups, deve-se considerar que os investimentos serão de acordo com os tipos de investidores. Os anjos costumam injetar até $150.000, já as empresas de Venture Capital, em média $1.5 milhões.

Série A

É aqui que as startups começam a ver as maiores quantidades de investimentos. Os elementos que compõem a rodada de investimento da série A, no entanto, não variam muito, mas a quantidade de capital injetado em inovação aberta, sim.

Constituída geralmente por empresas ainda maiores de Venture Capital e também por investidores-anjo – aqui chamados às vezes de super anjos – a rodada é feita por startups que já se mostram escaláveis. A média de investimentos de empreendimentos na série A é de cerca de $10.5 milhões.

Séries B (Growth)

Depois de mostrar o potencial da sua startups e seus produtos, é hora de mostrar que seu negócio tem mais que a possibilidade de ser escalável. Aqui, é preciso colocar em prática essa escalabilidade se você quer atrair bons investidores.

Com valores de investimentos que podem chegar próximo dos $25 milhões, a rodada de investimento de uma startup das séries B pode representar expansões significativas para o seu  negócio. Os componentes mais frequentes a investirem na inovação aberta neste estágio são as empresas de Venture Capital médias e consolidadas.

E como a ISSO! pode ajudar minha startup?

A ISSO! pode tornar esse processo mais curto e tão proveitoso quanto parece. Através do equity crowdfunding, por exemplo, o hub torna o cenário ainda mais atrativo para early adopters, especialmente para o grupo conhecido como FFF (Family, Friends, Fools).

Ao permitir que aqueles que desejam engajar-se em uma iniciativa de inovação tenham participação na empresa como sócio, a ISSO! chama a atenção de investidores dispostos a se envolver de fato com os anseios dos projetos. Assim, o hub constrói consistentes pontes entre as startups e o mercado.

Outro ponto a ser ressaltado é que, apesar de acreditar e incentivar o equity crowdfunding, o próprio hub não assume equity das startups tuteladas. Dessa forma, a ISSO! busca democratizar o cenário das rodadas de investimentos, garantindo que startups entrem no mercado já com clientes reais e expressivos, mas sem comprometer a independência dos empreendimentos envolvidos perante os clientes corporativos da própria ISSO!.

coworking no centro de São Paulo

Equipe ISSO!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *