Por que trabalhar dentro de um ecossistema de startups em vez de um (simples) coworking?

ecossistema de startups

É verdade que o coworking propõe uma série de benefícios ao dia a dia de empresas de diferentes portes. Frequentar um espaço no qual se encontra companhia, de fato é importante e pode melhorar a criatividade, motivação e produtividade, mas será que isso é suficiente para uma startup?

Ecossistema de startups gera novos negócios

Como o próprio nome sugere, um modelo de ecossistema de startups como o da ISSO! não apenas possibilita um trabalho conjunto, mas incentiva e viabiliza essas interações garantindo que o networking – proposto por muitos espaços de trabalho conjunto – realmente aconteça e seja parte fundamental na construção desse ciclo entre empreendedores e empresas que necessitam do serviço de startups.

Equity e a liberdade de negociações

Autonomia também é parte fundamental para o pleno funcionamento de um sistema cíclico e fluido. E é aí que entra outro diferencial da ISSO! Aceleradoras e incubadoras costumam pegar uma porcentagem de equity ao investir em uma startup. Claro que esse número varia de uma empresa para outra, mas acaba afetando o crescimento de um negócio.

A ISSO! conecta startups a demandas que realmente dependem de seus insights e atuação para serem solucionadas e sem pegar qualquer porcentagem de equity. Dessa forma, as startups podem oferecer serviços para diferentes empresas.

Empreendedores que investem em empreendedores

A fim de resguardar sua própria liberdade para intermediar essas relações e garantir a independência das startups e empresas envolvidas em projetos de inovação, a ISSO! apostou na economia compartilhado do equity crowdfunding.

Na prática, este modelo de participação traz as próprias startups como donas da ISSO!, colocando em prática a ideia de empreendedores que investem em outros empreendedores e, consequentemente, intensificam seu potencial de inovação. A horizontalidade nas relações financeiras criada ao colocar as startups como sócias também é um fator decisivo para a autonomia dos projetos.

Conectar gerações é a resposta da inovação

É de amplo conhecimento que gerações diferentes têm perspectivas divergentes. Todo o dinamismo colocado em prática pela ISSO! preenche o gap que pode existir no networking de alguns empreendedores na relação com empresas de modelos mais rígidos, em oposição às startups, majoritariamente millenials, com estruturas mais flexíveis.

A falta dessa conexão entre estruturas profissionais de diferentes gerações pode ser o que falta para sua startup aprofundar-se nas demandas que empresas de médio porte, por exemplo, podem ter. Afinal, soluções precisam de necessidades para surgir. Caso contrário, sua startup estará desenvolvendo saídas para problemas que talvez não existam, ou não sejam tão expressivos assim.

A conexão entre diferentes modelos de gestão e estruturas empresariais enriquecerá seus projetos, já que a ISSO! conecta diretamente demandas a briefings de desafios já estabelecidos, criando uma relação de reverse mentoring (falaremos mais sobre o tema em breve!). A interação entre empresas, inclusive, pode se estender para sua relação profissional com outras startups, que muitas vezes enfrentam dificuldades que apenas startups saberão apresentar uma saída.

Esses fatores combinados, resultam no ecossistema de startups, ou seja, no impulsionamento de suas relações profissionais de forma a estimular a colaboração na solução de demandas e não apenas a ocupação de um mesmo espaço que pode ou não resultar em interação. É a oportunidade de empreendedores aproximarem-se e colaborarem, de forma mútua, com outros empreendedores e empresários. Portanto, a resposta à principal pergunta que trouxe você aqui, é que integrar um verdadeiro ecossistema propõe, incentiva, viabiliza e se certifica de que as soluções que sua startup têm a oferecer sejam vistas.

Equipe ISSO!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *